segunda-feira, setembro 29

Porque incentivar a economia criativa?

Você, que prefere fazer suas compras com mais critério na hora de escolher o que vestir, pensando não apenas no seu conforto e bom-gosto, mas também se essa roupa que está vestindo seu corpo foi fabricada seguindo preceitos da economia criativa, feita de forma humanizada, sem trabalho escravo, sem agressões e sequelas ambientais, sem exploração para nutrir cadeias de departamento regulamentadas na administração piramidal (de cima para baixo, onde os altos cargos são melhores remunerados), sabia que existem dezenas de opções disponíveis no mercado nacional não é mesmo? Feiras de design, lojas colaborativas, sites de compra oferecem opções atraentes, honestas e apropriadas para todos os estilos. Na Je suis Amelie não poderia ser diferente! Nós oferecemos diversas opções de moda feminina, disponíveis do PP ao G em mais de 150 estampas (ay, caramba!) pra você ficar linda com muito pouco! Vem!!!

segunda-feira, agosto 12

Feira da Vila Madalena

Nesse domingo, 18 de agosto, estaremos participando da Feira da Vila Madalena, que ocorre anualmente e conta com mais de 500 barracas de produtos artísticos e alimentícios espalhadas por seis quarteirões.



A Je suis Amelie vai participar, oferecendo camisas, batas e saias de coleções passadas com descontos incríveis. São peças sem defeitos, porém elaboradas com tecidos que estão fora de catálogo.


Se você aprecia a qualidade e conforto das nossas roupinhas, vai amar essa oportunidade! Vem! 

segunda-feira, julho 22

Novo horário aos Sábados!!!


Novo horário aos Sábados!!!

Atendendo a pedidos, temos um novo horário aos sábados: Das 13 as 20h.
Agora, você tem a tarde toda pra curtir a Rua Augusta e, de quebra visitar a gente. Dá pra tomar um mate delicioso no Mate por favor na Galeria LeVillage, pegar um cineminha no Espaço Itaú, passear na Endossa, loja colaborativa, Rua Augusta, 1372. Ou ainda ver as novidades na Livraria Cultura, no Conj. Nacional, almoçar no Gopala, Rua Antônio Carlos, 413, mudar o visual no Circus Hair, na Rua Augusta, 1365... Eh programa prum sábado inteiro... Só não vale não visitar a gente!

sexta-feira, abril 27

Cachalote bolsas na Amelie!

A gente tem o maior prazer em anunciar que a Cachalote Bolsas montou um corner aqui na loja da Rua Augusta, 1492 sobreloja 1


Temos todos os modelos disponíveis, pelo mesmo preço do site e aceitamos encomendas! E o melhor de tudo: Você pode pagar em até 3X sem juros em qualquer cartão! Difícil é resistir à tentação! Vem!!

Detalhes tão pequenos de nossa loja...

Oi garotas! Aqui estou pra mostrar alguns detalhes que a gente escolheu com muito carinho na hora de montar a loja. Fica a dica para quem ainda não conhece nossa loja da Rua Augusta, 1492 sobreloja 1 e a lembrança para quem já passou por aqui!
Essas almofadas fofas são bordadas à mão! Não é linda essa torrezinha Eiffel?


Esses bastidores são usados como tela para bordar, mas como vimos o uso deles como quadrinhos, resolvemos utilizar alguns tecidos de nossa preferência e formar um grupo.


E esse bordado fofo?? Ele reflete exatamente o que desejamos da vida...

Aos poucos a gente vai mostrando mais detalhes da loja, mas o que queremos mesmo é que você fique curiosa e venha fazer uma visita pra gente!

domingo, fevereiro 19

Carnaval é tempo de alegria!!!

Esquindô Esquindô!! A gente bem curte marchinhas de carnaval, serpentina, gente fantasiada e os desfiles das escolas de samba, portanto só reabriremos as lojas da Rua Augusta, 1492 sobreloja 1 e da R. Teodoro Sampaio, 1041 na quinta-feira, 23 de fevereiro
E muita folia pra você!!

sexta-feira, fevereiro 17

Comércio justo para um mundo mais justo!

Fair trade ou Comércio justo é uma iniciativa social e uma modalidade comercial que busca o estabelecimento de preços justos, bem como de padrões sociais e ambientais equilibrados na cadeia de produção. Isso significa que todos os envolvidos na produção de determinado item serão remunerados de forma justa. No Brasil, parte das empresas envolvidas nessa modalidade são empreendedores de artesanato e produção agrícola.
Desde sua criação, a Je suis Amelie sempre prezou pelo comércio justo, desde a criação de uma peça até sua pós-venda. Todos estão muito satisfeitos com o resultado, inclusive as costureiras que não costumavam ter remuneração adequada ao seu nível de seu trabalho.
O que você ganha com o Comércio Justo?
Em primeiro lugar, os colaboradores não tem metas inatingíveis de trabalho. As costureiras podem prezar mais pelo acabamento das peças não necessitando um grande volume de trabalho para uma remuneração adequada. As vendedoras não utilizam de artifícios injustos para a venda das peças, prezando pelo conforto, bem-estar e satisfação da cliente.
Em segundo lugar, você conhece quem está produzindo as roupas que vestem seu corpo. Você sabe a origem dos insumos, como foram produzidas, quanto isso custou e sabe que não está sendo enganado.
Em terceiro lugar, você pode customizar suas peças, encomendando-as com alterações adaptáveis ao seu corpo, como mais curto, mais longo, sem nenhum custo, porque os profissionais envolvidos terão o maior prazer em vê-la feliz com sua aquisição.
Esse é o modo como vemos o mundo, e adoramos saber que você faz parte dele!